Natureza, beleza e saúde em Iretama

A cidadezinha do Paraná abriga o Jurema Águas Quentes, um lugar cinematográfico onde as águas termais e de ricas propriedades possibilitam que o hóspede contemple a mágica paisagem enquanto aproveita e se beneficia com a infraestrutura local.

A paisagem, com jardins e ponte bucólicos do Lagos Resort. Foto Divulgação

O Brasil é bonito por natureza. De Norte a Sul, de Leste a Oeste exibe paisagens únicas e cenários de beleza inquestionável. No Centro-Oeste do Paraná, Iretama não é uma exceção. Com pouco mais de dez mil habitantes, o pequeno município do Sul do País é o lar do Jurema Águas Quentes, um complexo gigantesco de 340 hectares que abriga dois resorts: o Lagos de Jurema e o Jardins de Jurema.

Em tupi, a palavra iretama literalmente significa o lugar/a terra das águas. E os dois hotéis são a prova disso. Abastecidos pelo Aquífero Guarani, considerado o maior reservatório subterrâneo de água doce do planeta, fornecem águas termais para todas as suas torneiras, chuveiros e piscinas. Quem ali se hospeda, pode (e deve) conhecer a nascente. É só caminhar poucos minutos até ela.

O Lagos Resort é  banhado pelo Rio Formos, por lagos artificiais e  cascata. Foto: Divulgação

Potáveis e ricas em sulfatos, bicarbonatos e outros elementos químicos, as águas emergem a 42 graus e garantem momentos de total relaxamento e de paz a quem vai curtir uns dias de dolce fair niente em um dos dois resorts. Interligados por uma bucólica ponte, os dois hotéis, embora tenham em comum o fato de terem como público-alvo as famílias, apresentam características bem diferentes, sobretudo arquitetonicamente.

Inaugurado em 2019, pouco depois do surgimento da pandemia e fechado devido às consequências quase sempre fatais provocadas pela doença, o Jardins de Jurema Convention & Termas Resort reabriu as suas portas em agosto. Com arquitetura clean, construções de linhas retas “tecidas” em branco e abraçado por jardins, árvores e vegetação ainda em crescimento, possui 152 apartamentos distribuídos em quatro blocos.

O Jardins Jurema reabriu este ano, após ter ficado fechado devido à pandemia. Foto: Divulgação

Moderno e equipado com internet (funciona em todo o empreendimento), o resort resgata a memória das construções e do paisagismo de países do Oriente Médio e da África, como de Dubai, da Arábia Saudita, do Egito, de Marrocos… Já a arquitetura do Lagos de Jurema Termas Resort remete a Europa, sobretudo às graciosas casas e construções austríacas e alemãs.

O Lagos exibe ainda estátuas, fontes, pontes, colunas, ruazinhas e construções com jardins floridos que conduzem aos tempos da Grécia Clássica e da Roma Antiga. Seus 184 “chalés” de inspiração europeia estão sendo revitalizados, mas preservam a decoração original. Com móveis de madeira nobre e colchas e cortinas floridas, parecem casinhas de boneca.

Ao todo, o complexo abriga 14 lagos e lagoas. Em alguns deles, é possível pescar e fazer pedalinho. Foto: Fabíola Musarra

Passear pelo Lagos de Jurema é revisitar o passado, revivendo a magia e a arte criada pela Antiguidade da civilização. Sem falar da icônica revoada das garças, um ritual de ida e vinda das aves que se repete logo ao amanhecer e ao pôr do sol, colorindo de branco as árvores, refúgio onde elas descansam.

No Lagos, os chalés e as demais  construções lembram as existentes em cidades da Europa.Foto: Divulgação

Ponto alto deste resort é a fonte de lama negra. Ela oferece um saudável banho, deixando a pele bem hidratada e macia. Banhado pelo Rio Formoso e por lagos artificiais e cascata, o hotel guarda ainda SPA com tratamentos estéticos revigorantes, ofurôs, sauna, hidromassagem e academia, além de 11 piscinas, entre as infantis, as cobertas e as que possuem bar molhado.

Não é tudo. O hotel conta ainda com capela ecumênica, butique, cavalariça, playground, casa da mamadeira e Empório do Chá, onde é possível comprar ou saborear uma xícara preparada com uma das espécies ali cultivadas. Pelos seus jardins também se espalham trilhas ecológicas, pista de cooper, tirolesa, arborismo e quadras esportivas, Centro de Eventos e teatro.

whatsapp-image-2021-12-12-at-12-29-53
Além de deixar a pele hidratada e bonita, o banho de lama negra tem propriedades medicinais. Foto: Fabíola Musarra

Possui danceteria, bistrô, quatro bares e um restaurante – os hóspedes do Jardins somente podem frequentá-lo mediante a pagamento. O mesmo acontece nos dois restaurantes do Jardins onde as refeições são cobradas para quem se hospeda no Lagos. Mas, se a curiosidade não for o motivo para conhecer esses locais, nada justifica o pagamento adicional.

Isso porque todas as refeições são preparadas e distribuídas para os restaurantes do complexo pelo Centro de Alimentos (CDA) – as diárias incluem café da manhã, almoço, jantar e chá da tarde, com pães, tortas, bolos e outras delícias… O CDA também é o responsável pela elaboração do cardápio, composto por variada mesa de saladas, legumes, verduras, carnes, peixes e frango, massas, risotos…

Contemporâneo – Exceto pelos restaurantes, todas as áreas e atividades, tanto do Lagos como o Jardins, podem ser frequentadas pelos hóspedes do complexo. Opções de lazer, aliás, é o que não faltam por lá. São passeios de pedalinho, cavalo, charrete, bicicleta, carrinho de bombeiro, patinete elétrico e moto.  Os programas custam de R$ 10 a R$ 200, dependendo da atividade e de seu tempo de duração – varia de 20 minutos a uma hora.

Do outro lado da ponte e das paisagens campestres, o passado dá lugar à modernidade. Ali, a área ocupada pelo contemporâneo Jardins Resort é dividida entre as oito piscinas (incluindo as cobertas), o mini parque aquático com brinquedos para a criançada, os ofurôs, a hidromassagem, as saunas, a academia, o Espaço Zen, o Espaço Kids e o Baby Room.

Brinquedo do mini parquinho aquático do Jardins Resort. Foto Fabíola Musarra
Além dos blocos de apartamentos, o Jardins conta com salas de jogos, quadras esportivas, butique, galeria, danceteria, adega, cinco bares, dois restaurantes, o Espaço do Chá e o Espaço Bambu, onde todas as noites tem música ao vivo. Também abriga um Business Center e um Centro de Convenções, com dez salas moduláveis e capacidade para acomodar mil pessoas.
 

No resort também está sendo construído um teatro onde acontecerão espetáculos teatrais, musicais e de dança. “Ele deverá ser inaugurado em 2022, quando deveremos ter concluído o Master Plain, uma espécie de plano diretor, que nos dará uma base sólida para o planejamento e para a inauguração de novas expansões”, diz Marcos Vileski, diretor de Vendas e Marketing do complexo.

Marcos Vileski, diretor de Vendas e Marketing do Jurema Águas Quentes. Foto: Divulgação

Fazem parte do projeto de expansão do empreendimento, a construção de um campo de paintball e de outras 500 acomodações, entre quartos e suítes, além do engarrafamento e da comercialização de garrafas de água mineral do Jurema. “Não pretendemos produzir em escala industrial, mas apenas vender a água para os nossos hóspedes”, antecipa Vileski. “Porém, nada será feito antes da conclusão do Master Plain”, finaliza ele.  

SERVIÇO

Quem leva

A Gol Linhas Aéreas e a Azul têm voos partindo de várias capitais brasileiras até Maringá (PR). De lá são aproximadamente 130 km até Iretama, onde está localizado o Jurema Águas Quentes. O complexo tem parcerias com empresas de táxi e de vans para o traslado, que pode ser contratado na reserva. Em dezembro deste ano, a ida e volta de táxi até lá custava R$ 700.

  Onde ficar

Jurema Águas Quentes: BR-487, km237,5, Iretama, Paraná, tels. 0800 44 3131 e 44 99146 2507, site juremaaguasquentes.com.br. Oferece estacionamento. As diárias saem a partir de R$ 1.300. O check-in é feito às 17 horas e o check-out, às 15 horas. Não aceita animais de estimação.

  Distâncias

Brasília (DF): 1.057 km

Goiânia (GO): 912 km

São Paulo (SP): 565 km

Rio de Janeiro (RJ): 923 km

Belo Horizonte (MG): 985 km

Salvador (BA): 1.916 km

Recife (PE): 2.585 km

São Luís (PI): 2.577 km

Fortaleza (CE): 2.726 km

Manaus (AM): 2.521 km

Belém (PA): 2.586 km

Curitiba (PR): 307 km

Porto Alegre (RS): 630 km  

  • A jornalista viajou a convite do Jurema Águas Quentes.

 

Foto de abertura do texto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: