Rally dos Sertões terá apoio da Líder Aviação

Competidores da maior prova fora das estradas das Américas terão à disposição o serviço aeromédico da companhia, bem como os benefícios e facilidades dos serviços de táxi-aéreo.

O Rally dos Sertões é a maior prova fora das estradas das Américas. Foto: Gustavo Epifânio

 A Líder Aviação e o maior rali das Américas, firmam parceria que garante segurança e conforto à caravana do Sertões, que sai de São Paulo dia 31 de outubro e chega no dia 7 de novembro em Barreirinhas, no Maranhão. A empresa será responsável pela operação de duas aeronaves que prestarão serviço aeromédico no atendimento aos competidores, além de oferecer serviço de contratação de voos fretados, para quem deseja retornar do evento com conforto e agilidade.

“Após 62 anos desbravando os céus do Brasil e do mundo, chegou a vez de embarcar nesta aventura por terra. Estamos muito felizes com esta parceria e por podermos proporcionar aos participantes ainda mais segurança, com a responsabilidade e o cuidado que este ano exige”, comemora Bruna Assumpção, diretora-superintendente de Manutenção, Fretamento e Gerenciamento de Aeronaves.

Para Joaquim Monteiro, CEO do Sertões, a parceria tem total sinergia com o Sertões. “Nos movemos por locais remotos, distantes dos grandes centros. Portanto, precisamos ser autossuficientes para o caso de resgate médico. A equipe aérea do rali tem uma grande responsabilidade, que é dar segurança aos competidores. Com a Líder, além de segurança, agregamos o conforto, com a disponibilização de assentos e de voos fretados”, afirma.

“A aviação executiva é uma ferramenta de mobilidade com grande capilaridade, o que permite ir a destinos onde muitas vezes a aviação comercial não chega, como é o caso de muitos dos locais da prova”, completa Bruna. Ela enfatiza que ao contratar um voo privado, além da segurança de um número menor de interações durante o deslocamento, é possível otimizar o tempo e viajar com toda tranquilidade e exclusividade que este tipo de serviço oferece.

A Líder vai operar com helicópteros configurados com UTI, garantindo os cuidados médicos às equipes da competição. Foto: Divulgação

Segundo os últimos dados divulgados pela Anac, em 2018, a aviação executiva alcançou 1.261 municípios por meio de 2.527 aeródromos. Já a aviação comercial conectou, em 2018, apenas 140 municípios brasileiros. “Isso é um diferencial em um país com dimensões continentais como o Brasil. Principalmente, neste momento em que a malha aérea comercial foi reduzida devido à pandemia”, acrescenta a diretora.

Novos tempos – Em agosto, a Anac divulgou uma nova regulamentação permitindo que as empresas de táxi-aéreo comercializem assentos para os seus usuários. Na Líder, esse serviço começará a ser feito a partir da primeira semana de setembro pelo aplicativo da empresa e, na sequência, no próprio site. Essas plataformas permitem ao usuário ter acesso a todas informações sobre a contratação de um voo, desde a cotação ao pagamento do fretamento via cartão de crédito ou boleto bancário.

A empresa é pioneira no serviço de transporte aeromédico no Brasil, com mais de 40 anos de experiência e mais de 7.500 remoções de pacientes no País e no Exterior. Foto: Wikimedia

Desse modo, quem fretar uma aeronave poderá compartilhar os assentos não utilizados para serem comercializados na plataforma da empresa, sendo uma oportunidade de diluir o custo da contratação. Existe também a possibilidade de pesquisa de assentos disponíveis para os interessados. “O compartilhamento de assentos vai oferecer valores atrativos e beneficiar àqueles que precisam frequentemente da mobilidade e da segurança que só a aviação executiva proporciona”, diz Bruna.

Para a ocasião, a Líder Aviação lançou um hotsite exclusivo destinado aos participantes do Sertões que quiserem registrar o seu interesse em uma compra de assentos para a volta do evento. Por meio do site sertoes.lideraviacao.com.br, será possível registrar a demanda e uma equipe de consultores retornará com as possibilidades e opções.

Pioneira no serviço de transporte aeromédico no Brasil, com mais de 40 anos de experiência e mais de 7.500 remoções de pacientes no País e no Exterior, a Líder operará no rali com dois helicópteros configurados com UTI, garantindo a segurança e os cuidados médicos às equipes da competição. “Elas contarão com a expertise e a segurança da nossa operação, principalmente em momentos como este, que requer cuidados especiais. Para isso, reforçamos os protocolos de higienização, desinfecção e assepsia das aeronaves, seguindo todas as orientações de prevenção dos órgãos de saúde nacionais e internacionais”, diz Bruna.

O hangar da empresa na Pampulha, em Minas Gerais. Foto: Divulgação

Em 2020 – A maior prova fora das estradas das Américas, este ano, se transforma no Rally da Solidariedade. Em sua 28ª edição, a competição traz adaptações em suas três dimensões: as áreas de Esporte, Social e de Turismo. A missão este ano é levar acesso à medicina de qualidade e fomento econômico para as comunidades remotas e carentes do Brasil.

Nesse contexto, a ação social Saúde e Alegria no Sertões (SAS) traz um projeto inovador sob dois pilares: a instalação de cabines de telemedicina para atendimento médico gratuito de qualidade e a aquisição de cestas básicas de pequenos produtores locais a serem distribuídas nas regiões, aos que estão sem trabalho e renda. O lado competitivo da prova foi adaptado e traz um protocolo de segurança especial com dez medidas.

Este ano, o rali passará por São Paulo, Minas Gerais, Distrito Federal, Goiás, Tocantins e Maranhão. Foto: Gustavo Epifânio

A caravana ficará isolada em bolhas durante todo o percurso, em acampamentos fechados. Já a área de Turismo, que habitualmente revela lugares que pouca gente conhece, foi postergada para 2021. As expedições Sertões voltam a viajar quando for seguro. Quanto ao roteiro, o rali sairá da Fazenda Velocittà, em Mogi Guaçu (SP), no dia 31 de outubro e chegará em Barreirinhas (MA) dia 7 de novembro.

Cruzará cinco Estados e o Distrito Federal – São Paulo, Minas Gerais, Distrito Federal, Goiás, Tocantins e Maranhão. Este ano, excepcionalmente, não haverá chegada nas cidades anfitriãs. Toda a caravana se fechará em locais isolados, afastados de adensamento.  Esses locais serão mantidos sob sigilo, a fim de evitar aglomeração, somente sendo revelados aos competidores na véspera. Todos seguirão por uma rota pré-estabelecida e monitorada.

 

SERVIÇO 

Sobre Líder Aviação: É a maior empresa de aviação executiva da América Latina. Fundada há mais de 60 anos, conta com mil colaboradores e uma frota de mais de 60 aeronaves. Com presença em mais de 20 bases operacionais nos principais aeroportos brasileiros, a empresa atua em cinco unidades de negócio: fretamento e gerenciamento de aeronaves, vendas de aeronaves, manutenção, atendimento aeroportuário e operações de helicópteros. Também oferece serviços de corretagem de seguro aeronáutico, treinamentos em simulador de voo e reparos em pás de helicópteros. Mais informações: www.lideraviacao.com.br.

 

Foto do destaque: Wikimedia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: