7 tours para viajar ao passado

 

Paisagem da Serra Gaúcha. Foto: Governo do Rio Grande do Sul.

 

Por Fabíola Musarra

 

No Brasil, a maioria das viagens não é feita por ferrovias. Ao contrário de outros países onde os trens são um meio de transporte rápido, eficiente e ligam longas distâncias, aqui, praticamente eles inexistem. Apesar disso, algumas cidades brasileiras mantêm Marias Fumaças operando, especialmente para proporcionar aos turistas pequenos passeios que resgatam os primeiros séculos de colonização do País, a maior parte deles dá direito a paisagens imperdíveis. Conheça alguns desses locais:

 

MARIA FUMAÇA CAMPINAS-JAGUARIÚNA (SP)

Locomotiva em Jaguariúna (SP). Foto: Isack Ryuji Minowa/Wikimedia

 

As locomotivas restauradas viajam sobre os trilhos da antiga Companhia Mogiana de Estradas de Ferro, ao longo de seis diferentes estações históricas. Durante a viagem, monitores contam um pouco sobre a história da ferrovia, dos trens e da região. São duas opções de passeio: o Meio Percurso e o Percurso completo.

No primeiro, a Maria Fumaça percorre apenas a metade do trajeto total. Ela parte de Campinas ou de Jaguariúna rumo à Estação de Tanquinho, de onde o trem retorna a estação de partida. Este tour pelos trilhos tem 1,5 h de duração e um percurso de 24 km.

Já na segunda opção, o trem a vapor parte de Campinas com destino a Jaguariúna ou vice-versa. O passeio de 3,5 horas de duração tem 48 km. Todos passeios incluem a ida e a volta.

Estação de Anhumas em Campinas. Foto: Felipe Micaroni Lalli

 

Outro tour oferecido pala companhia é o Boteco no Trem, direcionado aos amantes de uma boa conversa regada a cerveja. A viagem é a bordo de um histórico carro-restaurante, o único restante no Brasil: o CR-31, um modelo “Sorocabana” original da década de 40, que foi inteiramente restaurado.

Informações: www.mariafumacacampinas.com.br

 

TREM A VAPOR DE GUARAREMA (SP)

 Maria Fumaça em Guararema (SP). Foto: Prefeitura de Guararema

Fabricada em 1927, a locomotiva a vapor de Guararema é a maior em atividade no Brasil. A viagem começa na estação central da cidade e segue até Luís Carlos, bairro histórico que recentemente teve as suas antigas construções revitalizadas. Além delas, o charmoso lugarejo conta ainda com bares e restaurantes, além de lojas de artesanato.

Informações: www.tremdeguararema.com.br

 

TREM DAS ÁGUAS (MG)

Trem das Águas, São Lourenço. Foto: ABPF – Regional Sul de Minas

O trem parte da estação central da estância hidromineral de São Lourenço, a 470 km de Belo Horizonte, e segue para Soledade de Minas. O trajeto de 20 km (ida e volta) acontece ao som de violeiros e revive o caminho de ferro percorrido por D. Pedro II e sua comitiva imperial, quando buscavam a salubridade das águas da região.

Informações:  www.tremdasaguas.tur.br

 

TREM DA SERRA DO MAR PARANAENSE (PR)

Um dos cenários da Serra do Mar Paranaense. Foto: Peixe Urbano

 

Operados pela Serra Verde Express, os trens turísticos percorrem a centenária ferrovia Paranaguá-Curitiba, cuja viagem inaugural foi feita pela princesa Isabel em 1884. A estrada de ferro conta com mais de 41 pontes, centenas de pontilhões, 13 túneis e viadutos, além de ser “abraçada “ por deslumbrantes cenários e belezas naturais da Serra do Mar e da Mata Atlântica. Os trens circulam diariamente no trecho entre Curitiba e Morretes.

Informações em: https://serraverdeexpress.com.br

 

TREM DE SANTA CATARINA – APIÚNA (SC)

Em Santa Catarina, a Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF) – Regional Santa Catarina opera três trens turísticos. Eles percorrem paisagens bucólicas, repletas de mata atlântica nativa, paredões de pedra e, inclusive, corredeiras do Rio Itajaí Açu, além de pontes, viadutos e túneis históricos. Durante o trajeto, os turistas aprendem ainda sobre uma parte importante da história de Santa Catarina e sobre como as ferrovias foram importantes no crescimento do Estado.

O passeio pelos trilhos de Apiúna, Santa Catarina. Foto: Santur 

 

O passeio é feito a bordo em de um trem tracionado por uma locomotiva a vapor de 1920, fabricada nos Estados Unidos. O trem percorre o trecho reimplantado do antigo leito da extinta EFSC, que funcionou de 1909 a 1971. Essa ferrovia é a única no Brasil construída pelos alemães. Informações:  tels. (47) 3644-5077 e (47) 8894-5517, Informações:  http://abpfsc.com.br/web/apiuna

 

TREM DO VINHO –SERRA GAÚCHA (RS)

O passeio turístico de trem a vapor é uma memorável atração na Região Uva e Vinho da Serra Gaúcha. O tour de 23 quilômetros de invejáveis paisagens começa na Estação de Bento Gonçalves, onde acontece uma degustação de vinho.  Durante o trajeto com duração média de duas horas, a festa é conduzida por atrações típicas italianas e gaúchas, fazendo com que passageiros embarquem em uma viagem repleta de alegria e que traduz o jeito de ser dos italianos, imigrantes que se fixaram na região a partir de 1875. Os primeiros grupos deles vieram do norte da Itália, sobretudo de Piemonte e Lombardia e, pouco depois, do Vêneto.

 

Trem do Vinho, Bento Gonçalves (RS). Foto: Giordani Turismo

 

Parte de seus costumes e cultura, assim como os do Rio Grande do Sul, são revividos durante o passeio. Na recepção em Garibaldi, por exemplo, a degustação de espumante moscatel e suco de uva acontece ao som de música gaúcha e italiana. Na próxima parada, com destino ao final da viagem, a cidade de Carlos Barbosa é palco de outro show de música italiana, após serem os turistas serem recepcionados pela Giordani Turismo, agência responsável pelo passeio e onde os ingressos podem ser adquiridos.

Mais informações em: http://giordaniturismo.com.br

 

TREM DO PANTANAL – MATO GROSSO DO SUL

Neste passeio de um dia é possível viajar de trem e conhecer o sul do Pantanal é uma das paisagens mais ricas em diversidade de fauna e flora do País. O trem parte de Campo Grande com destino a Aquidauana, a 140 quilômetros da capital do Estado. O passeio acontece aos sábados, com almoço e retorno por van ou ônibus. No caminho, lugares memoráveis, animais selvagens, fazendas históricas, pontes de ferro e bucólicos vilarejos. As próximas saídas serão nos dias 15 e 29 de setembro e no dia 6 de outubro.

 

Aos domingos, com saídas programadas para os dias 16 e 30 de setembro e para o dia 7 de outubro, o passeio tem partida às 9 horas da Morada do Baís, no centro de Campo Grande, seguindo de van ou ônibus pela Estrada de Piraputanga, com almoço incluso e bilhete para o retorno no Trem do Pantanal partindo de Aquidauana em direção a Campo Grande.

Informações: (67) 3043-2233. E-mail: campogrande@serraverdeexpress.com.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: