Conheça um destino que une de natureza e culturas diferentes

Redação de Agência de  Notícias – A mídia tem feito cobertura maciça sobre a vacinação contra o Covid-19 no País, e São Gabriel da Cachoeira (AM), localizada na “Cabeça do Cachorro”, a Noroeste do mapa brasileiro, tem sido citada várias vezes no noticiário. Apesar disso, a cidadezinha da Amazônia ainda é pouco conhecida pelos turistas e praticamente inexplorada pelas agências e operadoras de turismo.

Embora guarde muitos tesouros naturais e culturais em seu solo, o município ganhou notoriedade no noticiário graças às diversas etnias indígenas que abriga. Integrantes do grupo prioritário para a imunização contra a pandemia do coronavírus, esses índios já estão sendo vacinados, fato que foi amplamente divulgado na mídia, despertando assim curiosidade de saber mais sobre São Gabriel da Cachoeira.

A cidade está localizada na fronteira com a Colômbia e Venezuela, no extremo Noroeste do Brasil. Foto: Amandasoriedem/Wikimedia

Pérola no meio da maior floresta do mundo, a cidade guarda belezas naturais, a exuberância da fauna e da flora amazônicas e os mistérios das lendas dos pajés das comunidades indígenas ancestrais. E também um fato inédito na federação brasileira: a  aprovação da Lei Municipal nº 145 de 22 de novembro de 2002.

Essa lei municipal reconheceu, ao lado do português, outras três línguas oficiais no município: o nheengatu, o tucano e o baniua, os idiomas tradicionais falados pela maioria dos habitantes em São Gabriel da Cachoeira, cidade da qual 74% da população é indígena.

Fruteira trançada com fibra de tucum feita pela Associação dos Artesãos Indígenas de São Gabriel da Cachoeira. Foto: Pinterest

Com o Rio Negro passando pela cidade e sendo o seu principal caminho de acesso, os amantes do turismo de natureza que visitarem a cidade vão se surpreender com as praias de areia branca e  os refrescantes mergulhos proporcionados por esse rio. Os sabores regionais são únicos, exclusivos e diferentes. Baseados na cultura indígena, os pratos típicos são preparados com ingredientes que não são encontrados em nenhum outro lugar do mundo.

Mergulhar na floresta amazônica é realmente conhecer um lugar encantado que atrai, ainda hoje, exploradores e caçadores de tesouros, que ainda acreditam ser esse território o “Eldorado perdido”. É ainda explorar o maior tesouro da região: os atrativos naturais e culturais, sendo brindado com um espetáculo de sons, cores e perfumes, numa canção ritmada que tem como cantores os pássaros, a algazarra de macacos e a exuberância de árvores centenárias impossíveis de serem abraçadas por menos de dez pessoas.

A tribo Yanomami que vive na região foi vacinada pelo Governo Federal contra o Covid-19. Foto: Obind

Com tudo isso, São Gabriel da Cachoeira se torna um destino bem seguro para quem deseja uma viagem de experiência, isolada dos grandes centros. Com quase 80% da população indígena (todos eles estão imunizados) e com atividades ao ar livre, a cidade, com certeza, entrará para o ranking de opções do turismo nacional.

A Roraima Adventures, operadora da Amazônia Brasileira, já tem programações previstas para os turistas interessados em conhcer São Gabriel da Cachoeira : 11 de junho, 6 de agosto e 5 de novembro, com grupos pequenos e seletivos. Para saber mais é só acessar: https://roraimaadventures.com.br/produto/roteiro-de-imersao-indigena-em-sao-gabriel-da-cachoeira.

 

 

Crédito da abertura do texto: São Gabriel da Cachoeira. Foto: Doffa TripAdvisor 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: