Cinco destinos no Interior de São Paulo para visitar pós-pandemia

Apesar das restrições nas fronteiras e das medidas de isolamento social devido ao Covid-19, as viagens não são um sonho distante. O turismo nacional promete ser uma das grandes apostas na retomada pós-pandemia. Caso já esteja planejando sua próxima viagem e ainda não tenha decidido para onde ir, listamos cinco cidades de interesse turístico no Interior de São Paulo para ajudar na sua decisão. Confira:

Barretos: a capital brasileira do country

Conhecida nacionalmente por ser palco da maior festa de peão do país, Barretos oferece muito além dos rodeios. O município, localizado a cerca de 400 quilômetros da capital paulista, tem como destaque todo o clima country e de cidade interiorana. O Parque do Peão é uma das atrações mais visitadas na região, já que é o local da festa e ainda conta com rancho, camping, hípica, heliporto e lojas de lembrancinhas, garantindo diversão em qualquer época do ano.
Parque do Peão de Barretos. Foto: Os Independentes

Outra atração que não pode ficar de fora do roteiro pela região é o Barretos Country Acquapark. Ideal para curtir com toda a família, o parque aquático conta com piscinas, rio com correnteza, tobogãs, mini zoológico, banheiras de hidromassagem, quadra de tênis, campos de futebol, salão de jogos, passeio a cavalo, playground e a maior praia artificial do País com uma piscina com mais de 30 tipos de ondas.

Onde ficar: www.nacionalinn.com.br

Brodowski, o berço de Portinari

Situada na região de Ribeirão Preto, o município de Brodowski é ideal para os amantes de arte e cultura. Terra natal de Cândido Portinari, a cidade conta com inúmeras referências ao artista. Uma delas é o museu que leva o nome do pintor e foi construído em sua antiga residência. Museu Casa de Portinari comemorou 50 anos em março,  oferece acesso às pinturas murais e à vida do artista plástico brasileiro.
O Museu Casa de Portinari comemorou meio século de existência no dia 14 de março. Foto: Gian Claudio Biancuzzi

A Estação Ferroviária Engenheiro Brodowski não pode ficar fora do roteiro. Atualmente, o local funciona como museu e tem entrada gratuita. Ali, é possível encontrar mapas, objetos e equipamentos originais, além de descritivos a respeito da história da cidade.

 

Mairiporã: muita natureza pertinho da capital

Perfeita para um bate-volta a partir da capital paulista, Mairiporã oferece um clima mais friozinho graças à sua privilegiada localização na Serra da Cantareira. A paisagem é marcada por represas, cachoeiras, mata nativa e morros. 
Mairiporã: natureza para dar e vender. Foto: Humberto do Lago Müller/Wikimedia
Na região, entre os principais pontos turísticos se destacam o Pico do Olha D’água, onde é possível encontrar trilhas para caminhada e mountain bike, espaços para piquenique e uma rampa para voo de paraglider. A Pedreira Dib é outro atrativo que não pode ficar de fora de um roteiro pela cidade. Apesar de estar desativada, a pedreira serve como ponto de encontro para praticantes de rapel e visitantes que desejam curtir o espaço repleto de natureza.

 

Onde ficar: https://refugiovistaserrana.com.br

 

Piedade: turismo rural e cultural

Pequenina e cheia de atrativos, Piedade, no Interior do Estado de São Paulo, é uma caixinha de surpresas. Com clima de montanha, belas cachoeiras e muitos trechos intactos de Mata Atlântica, o município conta com três roteiros turísticos consolidados: o da Vila Elvio, com história, boa gastronomia e turismo de aventura, e o roteiro da Represa de Itupararanga com muita aventura em esportes náuticos, excelentes restaurantes rurais, passeios a cavalo entre outros.

 

As cerejeiras são um dos símbolos de Piedade. Foto: Prefeitura Municipal de Piedade

 

E o roteiro do centro histórico onde o turista pode conhecer os prédios antigos e culturais da cidade, como a cadeia velha, o clube literário, igrejas e a centenária paineira, além da a Avenida das Cerejeiras Japonesas. Todos os anos, entre o final de junho e começo de julho, a Avenida Marginal é palco de um espetáculo cor-de-rosa proporcionado pela florada das cerejeiras. As árvores foram plantadas ali em 1988, nas comemorações dos 80 anos da imigração japonesa no Brasil. A partir daí, a árvore se tornou um dos símbolos de Piedade, e,  anualmente, brinda moradores e turistas com sua beleza.

Onde ficar: https://valedoseucaliptos.com.br

 

Rubineia: riqueza histórica e atrativos naturais

Com clima tropical e temperaturas amenas quase o ano inteiro, Rubineia é destino perfeito para quem deseja curtir praias com tranquilidade. Distante 600 quilômetros da capital paulista, o município conta com praias de água doce e tem forte vocação para o turismo náutico, já que oferece pontos para prática de esportes aquáticos e pesca esportiva ao longo do Rio Paraná.

 

Clube de Campo de Rubineia. Foto: CPP

 

O Museu Histórico e Cultural da cidade também vale a visita. O acervo conta com mais de duas mil peças originais e históricas, além de painéis explicativos disponibilizadas de acordo com o tema e época.

Mais informações: https://amitesp.com.br

 

Foto do destaque: Festa das Cerejeiras em Piedade. Crédito: SorocabaniceS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: