1º Encontro do Circuito Litoral Norte acontece em São Sebastião

Ao lado de Caraguatatuba, Ilhabela, Ubatuba e Bertioga, o município paulista participou do evento que debateu temas sobre o potencial turístico da região. O encontro resultou em propostas como a criação de um Observatório do Turismo, o que proporcionará a maior integração e muitos benefícios a esses destinos e aos turistas.

Orla de São Sebastião. Foto: Paulo Marques

 

A Praça de Eventos da Rua da Praia, no centro histórico de São Sebastião, recebeu o 1º Encontro do Circuito Litoral Norte de São Paulo, no final de outubro. A iniciativa da qual participaram as cidades de São Sebastião, Caraguatatuba, Ilhabela, Ubatuba e Bertioga foi aberta às 9 horas reunindo autoridades, profissionais do trade, imprensa e influenciadores. No decorrer do dia, eles discutiram os potenciais turísticos da região, com o intuito de planejar ações que fortaleçam o setor nas cinco cidades integrantes do consórcio, a geração de novos cadastros, a captação de recursos e a ampliação de negócios.

À esquerda, Marcelo Costa secretário Executivo de Turismo do Estado. No centro, Gustavo Monteiro, secretário executivo do Circuito Litoral Norte, e Felipe Augusto, presidente do Circuito Litoral Norte (á dir.)

 

Ao abrir o evento, Felipe Augusto, presidente do Consórcio Turístico Circuito do Litoral Norte, prefeito de São Sebastião e representante de Bertioga, explicou que o encontro visava promover uma reflexão mais atenta sobre o futuro do turismo nos cinco municípios paulistas. “Temos como meta planejar e promover ações conjuntas que valorizem e ampliem os atrativos turísticos da nossa região, com foco no aumento e na maior permanência de turistas em nossas cidades, na prestação de serviços de qualidade e em acelerar o desenvolvimento econômico, gerando emprego e renda ao lado dos empresários do setor”, acrescentou.

Em seguida, o secretário executivo de Turismo do Estado, Marcelo Lima Costa, revelou ter se surpreendido com as belezas de São Sebastião e contou que 37% da oferta de hospedagem de São Paulo está no Litoral Norte. Ele observou que o Estado tem um PIB de R$ 2,2 trilhões, o equivalente a um terço da riqueza produzida no Brasil. O turismo de São Paulo movimenta a economia do País e gera muitos empregos. Por isso, a seu ver, é preciso saber tratar bem os turistas. Afinal, são eles que deixam recursos financeiros no destino.

A opinião de Lima Costa foi plenamente compactuada pelo presidente executivo do São Paulo Convention & Visitors Bureau, Toni Sando, considerado um dos mais importantes nomes da área de Turismo de São Paulo. “Quando a viagem termina, o turista apenas leva embora as recordações. Elas podem ser positivas ou negativas. Quando ele gosta da experiência, conta para meia dúzia de pessoas. Quando não, fala para centenas, o que resulta em um enorme prejuízo econômico à cidade visitada”.

Toni Sando, presidente executivo do São Paulo Convention & Visitors Bureau

 

Por sua vez, Gustavo Monteiro, secretário executivo do consórcio, discorreu sobre as ações e a atuação do Circuito Litoral Norte, destacando que o intuito é profissionalizar a gestão do turismo intermunicipal. “Temos o apoio do Governo do Estado de São Paulo e do Ministério do Turismo para desenvolvermos a regionalização turística de nossos municípios. Atualmente, o Brasil está sendo dividido em macrorregiões, a fim de incentivar e fomentar o turismo de cada local”.

“Com a união, as nossas cidades trabalharão cada vez mais integradas, qualificando os turistas que nos visitarem para que possamos promover um turismo sustentável e competente”, finalizou Monteiro. Além da apresentação do secretário executivo do consórcio, a programação matinal do evento incluiu um painel com os prefeitos municipais sobre a importância do turismo.

Observatório do Turismo

Já os destaques da agenda da tarde foram a apresentação do programa de capacitação para o trade com o Sebrae São José dos Campos, a rodada de negócios entre os participantes da iniciativa e o encontro temático da Associação das Prefeituras das Cidades Estância do Estado de São Paulo (Aprecesp), com o tema “Marketing na Promoção Turística”.

Ponto alto do encontro foi mesmo a proposta para a criação do Observatório do Turismo do Circuito Litoral Norte. Este núcleo de pesquisas e inteligência de mercado analisará o comportamento do setor, aperfeiçoando o seu desenvolvimento nos cinco municípios. Para isso, o primeiro passo será a elaboração de um mapa turístico contendo todos os atrativos naturais, culturais e históricos da região, registrando ainda as opções de hospedagem, os bares, os restaurantes, as agências de viagens, as operadoras, as marinas e empresas náuticas e prestadoras de serviço locais…

O mapeamento também traçará uma estimativa da demanda turística, o perfil de público visitante, o movimento das rodoviárias e o número de empregos gerados pelo segmento nessas cidades do Litoral Norte paulista. “A ideia é de somarmos esforços para oferecermos aos turistas as ações integradas desenvolvidas por nós”, afirmou Monteiro.

Com a finalização do cadastro, os integrantes do consórcio irão divulgar o Litoral Norte para os consulados e para as agências e operadoras de turismo nacionais e do Exterior, disponibilizando os dados obtidos em um site. Também apresentarão campanhas de propaganda difundindo os destinos para diferentes companhias aéreas. Entre elas, a GOL, a Azul, a Latam e Air Canada.

Monteiro: “As cidades do Circuito Litoral Norte têm enorme potencial para atrair turistas do Brasil e do mundo”.

 

“Temos um enorme potencial turístico para atrair visitantes do Brasil e do mundo. Queremos que eles fiquem mais dias em nossas cidades e que tenham mais facilidade para chegar até elas”, afirmou Monteiro. Na prática, isso significa que o grupo pretende agilizar o acesso às cidades da região. “Estamos criando um serviço de transfer ligando o Aeroporto Internacional de Guarulhos aos nossos municípios“, antecipou ele.

Vale lembrar que, somente no ano passado, Cumbica recebeu mais de 42 milhões de passageiros, de acordo com informações da GRU Airport, empresa que administra o aeroporto paulista. O número representa um recorde histórico de movimentações, superando a marca atingida em 2014, quando o Brasil sediou a Copa do Mundo de Futebol e Guarulhos registrou 39,5 milhões de passageiros.

Ainda segundo a GRU Airport, em 2018, foram contabilizados o movimento de 27,3 milhões de passageiros domésticos e 14,8 milhões de internacionais em Guarulhos, divididos em mais de 276 mil pousos e decolagens – 77 mil internacionais e 198 mil domésticos. Números estes bem promissores para as cidades integrantes do Circuito Litoral Norte, que pretendem, muito em breve, conquistar os corações de turistas dos quatro cantos do planeta. Sucesso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: