Castelo francês sedia festival da história da arte

 

Até o dia 9, o Castelo de Fontainebleau, nos arredores de Paris, na França, será o palco da IX Festival da História da Arte. Nesta edição, o tema da exposição é “Povo” e os convidados de honra são os países nórdicos: Dinamarca, Finlândia, Islândia, Noruega e Suécia. Da programação constam 300 eventos, entre mesas redondas, oficinas, encontros, palestras, projeções, concertos e shows.

“Flora” é um dos eventos programados para a mostra que acontece durante a primavera fria e chuvosa que tinge este ano a capital francesa. Organizada pelo Instituto e a Fundação Giacometti, a iniciativa é uma homenagem à artista plástica norte-americana Flora Mayo, amor da juventude do grande escultor moderno suíço Alberto Giacometti, que depois foi esquecida pela história e teve um final de vida difícil.

fotoOs artistas Alexander Birchler e Teresa Hubbard no Instituto Giacometti, em Paris. Foto: Duda Tawil/Divulgação

A partir de um filme-instalação chamado “Flora”, os artistas plásticos Teresa Hubbard e Alexander Birchler, mentores da mostra, retratam e explicam a trajetória de Flora Mayo, o berço rico, a sua ida para Paris em 1925 onde ficou oito anos, o encontro com Alberto nas aulas de Antoine Bourdelle durante o curso de escultura da célebre Academia da Grande Chaumière, a volta aos Estados Unidos.

O filme descreva ainda a vida de mãe solteira de Flora, marginalizada, faxineira, a sua extrema pobreza e o esquecimento. Tudo em comparação – e exposição – com a sua escultura “Busto de Giacometti” e as geniais esculturas e os desenhos de Alberto Giacometti, sem esquecer sua bela obra “Cabeça de Mulher (Flora Mayo)”, de 1926. A curadoria é de Christian Alandete. Imperdível para os amantes das artes do século XX. Giacometti faleceu em 1966, aos 65 anos de idade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: