Berlim reinaugura a casa de ópera Unter den Linden

O histórico bairro de Mitte volta a abrigar o glamuroso edifício de quase três séculos, após uma restauração iniciada em 2010. Durante todos esses anos, as apresentações da primeira casa de ópera pública da Alemanha estavam sendo realizadas no Schiller Theatre, em Charlottenburg.

Staatsoper Berlin

Berlim está recebendo de volta um pedaço importante do bairro histórico de Mitte: a Staatsoper. Localizada na Rua Unter den Linden, em frente à Universidade Humboldt e à Nova Casa da Guarda projetada por Schinkel, a casa de  ópera reabriu seus portões no dia 3 de outubro, com o prelúdio “Cenas de Fausto de Goethe”, de Robert Schumann. A obra foi regida por Daniel Barenboim e montada por Jürgen Flimm.

A Staatsoper Unter den Linden foi a primeira casa de ópera de Berlim e segue sendo a principal construção teatral da cidade. O edifício foi erguido entre os anos de 1741 e 1743 conforme os projetos do arquiteto Georg Wenzeslaus von Knobelsdorff, tornando-se a primeira casa de ópera pública da Alemanha. E, em sua época, a maior ópera da Europa.

Nos últimos sete anos, as apresentações do edifício de quase três séculos haviam sido transferidas do centro de Berlim para o bairro de Charlottenburg – da Opera House Unter den Linden para o Schiller Theatre. Agora, após complexa restauração e adaptação aos padrões modernos de casas de ópera, todo o conjunto, a orquestra, o coro e os membros da equipe retornam ao local original.

Staatsoper - Berlim

Além de voltar a funcionar em Mitte,  a casa de ópera preparou uma caprichada programação para comemorar os seus 275  anos a partir do dia 7 de dezembro, data oficial de seu aniversário. Entre as estreias,  a ópera “Tristão e Isolda”, de Wagner, que acontecerá no dia 11 de fevereiro do ano que vem, sob regência de Daniel Barenboim e direção de Dimitri Tcherniakov.

Também a ópera “Macbeth”, de Verdi, faz parte da agenda de comemorações de aniversário da casa. Esse último espetáculo, também será regido por Daniel Barenboim, e  sua direção ficará a cargo de Harry Kupfer. A primeira apresentação está prevista para  o dia 17 de junho de 2018.

A Staatsoper Unter den Linden foi a primeira casa de ópera de Berlim e segue sendo a principal construção teatral da cidade. O edifício foi erguido entre os anos de 1741 e 1743 conforme os projetos do arquiteto Georg Wenzeslaus von Knobelsdorff, tornando-se a primeira casa de ópera pública da Alemanha. E, em sua época, a maior ópera da Europa.

Berlim - Mitte - Staatsoper Unter den Linden.jpg

Além de buscar uma técnica de palco completamente nova, a reforma dos últimos anos teve como objetivo aumentar o tempo de reverberação da ópera em um segundo – eco é o som refletido percebido com intervalo de tempo suficiente para ser distinguido do som original. Já a reverberação acontece quando esse intervalo de tempo não é suficiente.

Por se tratar de uma construção histórica, não foi fácil concretizar esse desejo do diretor-geral de música da casa, Daniel Barenboim. A solução foi subir o deque do salão de concerto em quatro metros para aumentar a área interna. Assim, embora tenha sido criada uma chamada galeria de reverberação, a fachada externa da ópera seguiu inalterada.

Hoje, o espaço se tornou uma das casas de óperas com a técnica de palco mais modernas, oferecendo uma acústica comparável às melhores do mundo. Para obter mais informações sobre a cidade de Berlim e sobre a programação da Staatsoper, acesse www.visitberlin.de/en/staatsoper-unter-den-linden e www.staatsoper-berlin.org.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: